Loading...

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Amor recém nascido

Há algum tempo atrás me lembro de ter pedido pra Deus me enviar um Fernando; e quando ele finalmente chegou foi lindo! Fiquei feliz de verdade e muito agradecido também. Infelizmente acabei esquecendo de pedir também para que ele ficasse bastante tempo... E acabou indo embora antes do tempo previsto pelo meu coração, levando consigo um pouco da minha fé. O meu amor também tinha que desaparecer; e morreu logo depois.
É tão injusto ter que acabar com o amor desse jeito. Interromper o desenvolvimento do bem que nasce como parte de mim, como se fosse uma gestação de sentimentos interrompida por um aborto irresponsável... Resolvi então que vou dar muita luz à cada uma das vezes que eu me apaixonar; e mesmo que tudo quase sempre termine sem mais nem menos, não vou mais mutilar meus sentimentos.
Serei sempre o responsável legal por tudo que nascer de mim e dos meus amores e cuidarei com carinho desses 'filhos' tão verdadeiros e órfãos de pai.

Preciso começar a querer outras coisas. Me importar menos com tudo e aproveitar as coisas pelo que elas são, boas ou ruins! A medida que vamos nos despreendendo da obrigação de ser feliz a todo custo, vamos vivenciando experiências verdadeiras de felicidade.
Quis esvaziar a minha mente relaxando simplesmente por cansaço, mas foi no instante que eu ocupei minha cabeça com pensamentos voltados para o bem que eu consegui me transformar naquilo que procuro nos 0utros.

Não sei ao certo se eu sonhei ou vivi a noite de ontem. Tudo foi tão real e tão merecido também! Algo que achei que não sentiria nunca mais; sorri chorando de felicidade por estar enganado.
Ele apareceu no meu sonho transformando em realidade o meu desejo de ser feliz. Me pegou pela mão, depois no colo e depois me beijou como se não precisasse de mais nada nessa vida!
Me coloca em primeiro lugar e me liga pra dizer isso.
Na minha cabeça não têm mais espaço pra nada de ruim que tenha me acontecido antes dele... E agora quero andar em passos de 2, com você me abraçando pela cintura, descalços e despreocupados, indo pra qualquer direção...

Um comentário:

Gláucia Firmino disse...

Nossa que bela transformação parece acontecer. Que gostoso sentir que você decidiu ficar bem por si e para si. Espero de verdade que assim seja e dure muito bem para sempre.
Te amo gatinho.Você é lindo demais!

Beijos