Loading...

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Desconstruindo os contos de fadas

Essas são as histórias que nos contam quando somos crianças sobre a vida e o amor... Como se fosse necessário acreditar numa felicidade mágica dos contos de fadas para se conformar com um final bem infeliz no futuro, e esperar um príncipe que sempre demora pra chegar.

A chapeuzinho vermelho se perdeu no caminho da casa da vovozinha, comeu todos os doces da cesta sozinha, e agora anda perdida nas trilhas de uma floresta perigosa e cheia de edifícios comerciais que não lhe dão uma oportunidade de emprego. Já foi comida por todos os lobos da floresta e foge do caçador... Ela já não acredita que ainda possa ou mereça ser salva.
É como experimentar vários sapatinhos de cristal que nunca vão servir... Por mais que a Cinderela se esforce, dê tudo de si em todas as posições desconfortáveis, troque de sexo e se contorça de dor, ele simplesmente não serve porque ela calça 39!

Espelho, espelho meu... Existe alguém mais infeliz do que eu?
A Branca de Neve usa sutiã PP e não pode colocar silicone! Não ficaria bem pra uma princesa.
Ela lava, passa e cozinha... Afinal, o que mais se pode fazer quando se adota 7 filhos anões?
O príncipe encantado ficou entediado porque a bela adormecida dorme demais... Ela dá plantões diários de 12 horas em alguma maternidade, e tem outros dois empregos. Logo logo vai se interessar por algum cara menos encantado que realmente a compreenda.

A pequena sereia sente saudades do mar, eu sei que no fundo, ela pensa em voltar qualquer dia... Uma decisão definitiva de sair de casa por um homem que poderia não valer a pena, hoje já me parece um pouco precipitada. Só que voltar atrás, já não é possível porque desaprendeu a respirar embaixo da água e tem duas pernas, que estão bem abertas pra alguém que não lhe agrada mais. Às vezes sei que ela pensa em partir para sempre daqui, tentando voltar para o fundo do mar... Mas logo muda de idéia, pois está muito ocupada repreendendo sua filha de 15 anos porque a menina é lésbica.
A Bela descobriu que as aparências realmente enganam porque seu príncipe, agora em sua forma humana demonstra que o verdadeiro monstro é o homem.
É o ser humano que não sabe da onde veio e para onde vai. Os animais parecem conviver muito melhor, agindo sempre por instinto... E a partir do momento que ele se tornou "uma pessoa" como qualquer outra perdeu o brilho no olhar e a ternura que fizeram com que ela se apaixonasse.
Eu tomei um chá com Alice um dia desses e ela me pareceu bem feliz durante toda a nossa conversa. Falamos sobre Futebol, política e religião... Mas quando eu sai, ela continuou conversando com as suas xícaras, sozinha, numa mesa cheia de lugares vazios.
Eu nunca quis ser como o Peter Pan... Porque aquele que nunca cresce, nunca será levado à sério!
Assim como o Pinóquio, eu sempre quis ser um menino de verdade mas fui forçado a me tornar um homem de verdade e ter responsabilidades de verdade antes do tempo. O menino ficou perdido em algum lugar da minha mente brincando numa piscina de bolinhas coloridas, se divertindo com outros meninos com orelhas de burro.
A fada madrinha já não aparece mais, a não ser que haja alguma menina muito desesperada precisando de mais um aborto depois do baile funk.

Desconstruir essas histórias me faz acreditar que todas essas figuras femininas não podem ter tido um final realmente feliz... Sempre fica alguma coisa, alguma mágoa, alguma dúvida ou dívida que você se lembra sempre quando vai deitar sozinho ou ao lado de alguém que você mal conhece.
Eu adoro as mulheres, minhas amigas são todas princesas em busca de seus finais felizes, e elas vão ter... São biologicamente programadas para seduzir príncipes com seus encantos, propostas indecentes e ter filhos.
Mas e quanto à mim? Não tenho a meu favor um pai rei e orgulhoso que vai me entregar no altar para o príncipe encantado que pode nem aparecer!
Conheço meninos que estão até hoje na torre mais alta esperando ser resgatados por alguém que se destaque entre a sociedade hipócrita, que na verdade está lá embaixo esperando que ele pule. Alguns até começaram a escalar a torre, mas desistiram porque era muito difícil...
Briguei com a minha consciência quando mostrei para minha mãe que a minha vida não necessariamente seguiria pela estrada dos tijolos amarelos...
Nunca ouvi uma história sobre algum príncipe que tenha se apaixonado por outro príncipe e conseguido ser feliz para sempre... O pra sempre, sempre acaba antes da meia-noite porque o metrô deve parar e o show continuar.
É muito fácil dizer "não há lugar como o nosso lar" quando não se vive num inferno!
Ouvi dizer que vão criar a primeira a princesa negra no cinema, mas o príncipe é loiro de olhos azuis e provavelmente faz academia 7 vezes por semana.
Príncipes são príncipes, sapos são sapos. Sempre foi assim, e nada vai mudar isso.
(...)

Mas é assim que acontece nos contos de fadas... Homens conhecem mulheres e se casam na igreja. Mas não é assim que vai acontecer comigo, e eu fico puto quando mentem pra mim!
Porque meninos conhecem meninos e um deles sempre foge... Ou garotas conhecem garotas que tem medo de ficar um pouco mais.
Acabamos todos em casa, sozinhos, assistindo "Sex and the City" e nunca vivemos felizes para sempre.
A partir de hoje vou contar as histórias à minha maneira, e esperar, sempre esperar, por um final um pouco mais feliz.

8 comentários:

Thábata (Tházinha) disse...

Você sempre me faz refletir tanto. Mas todos nós teremos finais feliz.. Porque não é preciso encontrar principes ou princesas e ter as coisas mais belas da vida.

Eu te amo, sempre vai ser o ÚNICO HOMEM que não me descepciona.

(L)

Gláucia Firmino disse...

Acho que a idéia é não esperar um final, e nem se contentar com o que tem. Não imagino alguém nascendo com o destino fabricado e pré-cozido,rs.. Também acho que o príncipe encantado se perdeu entre a balada e a igreja e nem sabe por qual caminho voltar, masss.. sinceramente e felizmente, temos nossos amigos e esse monte de gente errada para nos alegrar,rs..

E o final que há sim de tardar, vai sair melhor que todos os roteiros que pudessemos escrever, porque, ao menos pra mim, funciona bem pensar que a vida estende o entendimento do amor para Eros, quando ele diz..

"O amor não pode viver com desconfiança" - Por isso, se sente seus passos tortos, há ponto de desconfiar de seus pés... Troque de sapato, pode ser apenas um problema de palmilha e não de genética. Ou ainda, mude o caminho, são várias as opções, e tenha certeza, você sempre terá pessoas conhecidas e amigas para esbarrar nessa estrada, até encontrar o seu pote de ouro. E, no final, acho que tudo se fecha como no mundo mágico mesmo, onde o protagonista apenas termina o seu espetáculo... A gente pede bis, mas se não tivermos, vai ficar aquele gostinho de "A melhor peça do Universo".

Beijos
Eu (L) Você.

Ps. Não demora pra escrever! ò.ó

Faye disse...

Ai, discordo totalmente, não só porque um """"conto de fadas"""" sai do padrão e é pouco ortodoxo ele está fadado ao fracasso? E só porque alguns inícios de contos de fadas deram errados, todos os outros, para sempre darão?

Nossa história quem faz somos nós. Finais felizes acontecem para pessoas que correm atrás deles e não necessariamente com uma receita pronta. Finais felizes acontecem depois de muita sacanagem e porcaria, porque se acontecessem rápida e facilmente, provavelmwente não daríamos tanto valor quando um final feliz merece.

Seu final está reservado para você, tenho certeza disso.

Kid disse...

Texto incrivel...muito bem feito e elaborado, gostei muito principalmente da frase " Príncipes são príncipes, sapos são sapos. Sempre foi assim, e nada vai mudar isso."
Todo MUNDO deveria saber disto haha
Parabens Rafa

Patricia disse...

Sou Alice e nunca me importei muito de conversar com minhas xícaras, o silêncio delas por vezes é muito mais acalentador do que muitas palavras simplesmente jogadas ao vento. A perspectiva e expectativa de vida são os fatores que decidem qual o final feliz better fits you... Fairy tales são fairy tales, A Encantada por exemplo, preferiu ser mulher de advogado e madrasta... Ela não ficou 100% feliz tendo happily ever after já pré-determinado, com músicas sincronizadas e príncipe de sorriso de marfim.
E se as estórias (sim com E como era antigamente) nos fazem imaginar como seria bom se a felicidade fosse simples, padronizada, como um baile ou uma festa de casamento, another one bits the dust...
Luv ya!

˙·٠• Krisko disse...

Um ótimo texto é caracterizado pela intensidade no qual ele nos faz refletir..E esse post tem um grande potencial neste quesito..
O Felizes para sempre, creio ser sempre Ilusoes.. Concepção de Felizes pra sempre, muda de pessoa em pessoa.. Seu Final Feliz é diferente do meu Final Feliz (por mais absurdo que possa parecer à vista do outro). Achar que a vida tem que ser vivida, só em busca do seu final feliz tambem é perda de tempo; Geralmente esse Final não vem, e a gente se esquece de aproveitar o meio tempo, o desenvolver da nossa vida.... Se preocupar com o futuro sim, mas não se esquecendo de aproveitar seu presente. A vida fica mais gostosa assim, sendo vivida!
Aprendendo com todos os acontecimentos do presente, erros e acertos, talvez possamos nos acostumar com a idéia de que lá no final, ele talvez possa não ser feliz para sempre, mais
que possa ser intenso, independente de qual emoção estivermos presenciando. A felicidade existe, é real, deliciosa, porém, nem sempre é constante..

Camillinha disse...

Cara, todas essas "princesas" são precipitadas!! Vadiazinhas, eu até ousaria dizer! hohohoho!

Primeiro que aparece e elas já ficam todas assanhadinhas!!

Adorei, Rafa!!
Acho que eu tô mais pra Alice, hein???

Renato disse...

o lance hoje é: seja auto suficiente para poder compartilhar isso com outra pessoa. se esta outra pessoa puder contribuir para isso, melhor ainda. caminhamos para um tipo inevitável de individualismo. ..