Loading...

terça-feira, 22 de junho de 2010

Medusa

Os dias passam e você vai passando também. Vai soltando a minha mão sem olhar pra trás... Acho que você não consegue olhar pra mim agora.
Vai ser complicado mesmo explicar e justificar tudo que você disse sem pensar... E sinceramente, é um espetáculo que eu não preciso ver.
Nunca gostei de circos, e com o passar dos anos comecei a ter pavor dos palhaços que sempre me fazem sorrir com alguma gracinha, mas logo me fazem chorar quando percebo que na verdade, a verdadeira piada, sou eu.
E a seqüência dos fatos é um verdadeiro show de horrores... Você andando na corda bamba e eu de costas pra não ver você caindo, sem rede de proteção.
Eu prefiro sair antes do final do show, mas sei que vai doer mesmo assim.
Lá de longe, enquanto as pessoas aplaudem o desfecho errado do meu conto de fadas da 25 de março, eu corro o mais rápido que puder, sem olhar para trás também... Porque tenho medo de que se olhar nos seus olhos, eu também vire pedra.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Cartas Para Romeu

Sempre gostei de girafas porque mesmo com a cabeça nas nuvens elas mantém os pés no chão. Se por acaso elas se apaixonam, por animais de outras espécies, como um tigre, por exemplo, elas devem ser flexíveis e pacientes. Ajustam-se e se contorcem para tornarem-se compatíveis à criatura amada, porque o amor se dobra para não se romper!

Há tempos não pensava no que escrever para alguém no dia dos namorados. Mas esse ano, quando menos esperei, percebi que estava jogando no time inmigo.
Você me notou antes mesmo de me conhecer. Me desejou antes de saber o quão bom de cama eu era. e me quis para você logo de cara. Deixamo-nos prender para não nos perder; E parece ter dado certo!
As coisas que achei nunca mais conseguir fazer com e por alguém, faço todas por vontade própria! Redescobri as frases feitas, filmes românticos e as mentiras mais sinceras que dizemos quando o coração dispara, as mãos se encontram e as paredes desabam.
Até os contos de fadas que eu assistia quando criança, voltaram a passar na TV cultura!
Tudo o que dissemos, nosso pequeno acervo dos filmes que vimos juntos no cinema e nossos encontros rápidos no meio da semana tendem a aumentar junto com o meu amor, carinho e admiração por você.
É bom caminhar pra frente!

Com você não tenho preguiça de me envolver de novo: Primeiro encontro, primeiras saídas com amigos, primeiras vezes sem roupas com vergonha e depois sem vergonha... O que eu já sinto quando te observo se arrumando pra ir trabalhar é maior do que qualquer encanação boba sobre o que você acharia dos meus amigos ou meus costumes.
Tenho mania de observar você... Seu cheiro, sua gentileza, sua calma diante minhas explosões de mal humor e sua voz do outro lado da linha me faz feliz e acalma o meu coração.
A naturalidade que me beija matando a saudade me passa a sensação que, para você, me agradar é algo que já faz sem perceber. Como se tivesse sido programado para me fazer feliz para sempre, por pura inércia e prazer; no piloto automático.
A vontade que sinto de retribuir o que você me dá, toma conta das minhas múltiplas personalidades e eu vou cedendo à você. Subitamente encontrei algo que desaprendi a identificar, o equilíbrio.

Você é quente. Me esquenta as pernas e o coração. Sabe o que dizer na hora de ficar quieto; E sempre diz que estou lindo mesmo que não esteja.
Assim como amantes que se deixam algemar de boa vontade e vendam seus olhos para não perderem o foco no amor, nos envolvemos o suficiente para sentirmo-nos merecedores um do outro.
Já identifiquei no seu corpo meus lugares preferidos e beijei algumas cicatrizes que chegaram antes de mim. Estou pronto pra você em todos os sentidos, você consegue sentir?
Te vejo andando meio dormindo, meio acordado pelo quarto e tenho a impressão que você se torna uma espécie de guarda sonâmbulo, vagando inconsciente e protegendo seu bem mais precioso. Tem insônia, mas precisa dormir, exausto de resolver problemas e fazer amor comigo.
Mas pode dormir tranquilo, amor. Eu guardo o seu sono.

Nosso amor é mesmo um filhote; que engatinha, se arranha e coloca tudo na boca... Mas algo está mudando. Ele já tem força para tentar ficar de pé, e permanece firme com os pés no chão.
Algo me diz que logo logo ele vai querer pronunciar algumas palavras pela primeira vez...

terça-feira, 8 de junho de 2010

Tanto Faz

Reprise, cultura inútil e pensar com antecedência no que vou dizer quando as pessoas perguntarem porque a cara está feia.
Música triste no repeat, ler mensagens repetidas e preguiça de fazer a barba.
Assistir sessão da tarde, reclamar do horário eleitoral e dormir no horário nobre.
Procurar pêlo em ovo e comer ovos de Páscoa em Junho. Guardar bagunça e depois sair tropeçando no meu desânimo de arrumar o quarto...
Engolir desculpas é emburrecer um pouco por dia! Ver o arco-irís pela televisão e se sentir um peixe.
Puxar conversa com quem não presta só pra saber as novidades que na verdade nem me interessam e fazer chá.
Se arrumar pra nada e ir dormir cheirando perfume pra depois acordar espirrando.
Os minutos que eu perdi, quero todos contados bem direitinho e devolvidos com juros.
Não estou brincando com fogo; só estou tentando acender o meu cigarro!
Reclamar do frio... Reclamar do calor e do amor.
Fazer drama e depois se arrepender... Correr na linha bamba e confusa do meu pensamento e gostar de cinza.
Deixar rolar é se deixar enrolar... Quero me surpreender com as pessoas que só me passam tédio cor de lingerie cor da pele.

Celular quebrado afasta o namorado!
Feelin' underappreciated! Mas jajá passa... que nem uva que também passa; já passou da hora de alguma coisa acontecer.