Loading...

terça-feira, 22 de junho de 2010

Medusa

Os dias passam e você vai passando também. Vai soltando a minha mão sem olhar pra trás... Acho que você não consegue olhar pra mim agora.
Vai ser complicado mesmo explicar e justificar tudo que você disse sem pensar... E sinceramente, é um espetáculo que eu não preciso ver.
Nunca gostei de circos, e com o passar dos anos comecei a ter pavor dos palhaços que sempre me fazem sorrir com alguma gracinha, mas logo me fazem chorar quando percebo que na verdade, a verdadeira piada, sou eu.
E a seqüência dos fatos é um verdadeiro show de horrores... Você andando na corda bamba e eu de costas pra não ver você caindo, sem rede de proteção.
Eu prefiro sair antes do final do show, mas sei que vai doer mesmo assim.
Lá de longe, enquanto as pessoas aplaudem o desfecho errado do meu conto de fadas da 25 de março, eu corro o mais rápido que puder, sem olhar para trás também... Porque tenho medo de que se olhar nos seus olhos, eu também vire pedra.

2 comentários:

C.Antonholi disse...

Legal o blog

veja os meus, siga, participe :

www.microcontos180.blogspot.com

www.micropoetricidade.blogspot.com

Gláucia Firmino disse...

Assim corta o meu coração. Não vou comentar nesse.

Amo vc