Loading...

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Day One


Eu quero sempre ser como esse dia lindo que começa nublado e vai se abrindo aos poucos num sol discreto e ameno. Às vezes com tempestades emocionantes de vento que vão deixando o céu mais cinza, ainda que o dia esteja aberto para que depois no final da tarde, sem aviso ou cerimônia caia uma enxurrada de lágrimas descontroladas que pode durar menos de cinco minutos ou até dez dias. Meu fuso horário é sempre de verão porque estou me adiantando e prevendo os próximos passos, quando na verdade deveria relaxar e esperar as coisas acontecerem... Mas será estou mesmo errado? Se você sabe que provocou um tsunami ou qualquer outra manifestação de justiça da natureza (porque é assim que eu considero os desastres naturais), você não correria para se salvar? Ou acha mais inteligente ficar esperando que alguém te resgate? Eu prefiro sempre sobreviver independente dos outros! Sei que provavelmente a onda vai me atingir na metade do caminho mas vai que... - E foi nesse "vai que" que a gente se perdeu.
O que tem de errado em ser um pouco inconstante? Será que o problema é realmente comigo só porque quero viver tudo o que tenho direito ou será que é você que não consegue me acompanhar? Não tem certo nem errado quando se trata de You and I. Eu apostei na gente de um jeito que não me importava em caminhar de muletas mesmo com as pernas fortes, para te acompanhar. Mas e você? Vai permanecer ao meu lado quando eu resolver que quero de voar?
Não venha me dizer que eu sou muito novo (ou muito velho, vai saber), ou inexperiente para falar de sentimentos. Eu sou tão bom em entender os meus, que ainda escrevo sobre eles tão abertamente que você se identifica e diz que somos iguais. E nem adianta pedir o meu RG moço, eu tenho a idade que eu quiser!
A vida é mesmo muito engraçada já que alguns dias eu sentia que estava deixando de fazer tudo para me dedicar a alguém. Como se eu estivesse abrindo mão das minhas coisas para agradar e ser amado, mas agora que esse momento passou eu me pego sem nada para fazer.  Tudo aquilo que me parecia tão essencial eu simplesmente deixo de fazer por opção e não tenho mais pressa. A competição terminou e os dois perderam.
Eu quero te encontrar porque quero te olhar nos olhos que certamente irão me dizer que a história ainda não terminou, que a gente pode escolher um filme e ir ao cinema, sair para jantar e pedir mais sofrimento para a viagem. Mas e se você também tiver mudado? E se os seus olhos não me disserem mais nada? Vai ser muito triste ouvir de você tudo aquilo que eu nunca esqueci já ter ouvido anos atrás.
Eu sei que um amor nunca é igual ao outro, que as pessoas são diferentes e tal, mas não sei porque de alguma forma, tudo fica tão parecido e previsível na reta final que eu poderia até adivinhar as suas frases... Melhor mesmo se recolher e considerar todas as opções antes de te encontrar. A intuição viciada, além de não me ajudar, qualquer dia me infarta o coração de tanto fazer esforço em vão.
É como se o nosso diamante tivesse perdido o valor e agora que está trincado não vale mais a fortuna que cada um de nós investiu. Perdemos a viagem e agora temos que negociar essa bijuteria barata pela metade do que nos custou para conseguir comprar a passagem de volta para casa.
Agora eu sei como pode ser letal um "eu te amo" disparado no desespero de não saber o que dizer, já fiz isso antes e a flecha voou tão longe que eu levei seis anos para conseguir recuperar e mesmo depois de tudo, aqui estamos novamente... Já estou ficando sem armas e o nosso amor se transformou em bom dia por sms e sem emotion.
A Branca de Neve era muito fraca! Mordeu a maçã envenenada e já caiu dura logo de cara (assim é muito fácil, né meobeim). É preciso lutar. Nenhum grande romance pode terminar sem a resistência de um coração exagerado que se joga na frente do carro e diz "pode passar por cima" ou "coloco minha mão no fogo que vai dar certo". Sou forte o suficiente para não me deixar morrer com a dose da primeira mordida. Prefiro devorar tudo bem devagar aproveitando cada pedacinho do veneno sem perder nada. Depois de ter me retorcido no chão chorando de rir da minha desgraça e ter queimado as mãos no fogo do meu Cu coração, eu vou simplesmente levantar mais uma vez. Pronto para ser coroado de novo, o rei do drama do meu próximo conto de fadas.

Nenhum comentário: